sábado, fevereiro 25

268. Sábado de carnaval

Prometo que passo a gostar de carnaval, quando qualquer uma das escolas de samba fizer um samba-enredo em homenagem ao compositor Mikhail Ippolitov-Ivanov, baseado nos Esboços Caucasianos, suíte n.º 2, Ivéria. Prometo que passa a ser a escola do meu coração.

À tarde, apelei para o já tradicional cochilo pós-almoço. Dificilmente sonho durante esses cochilos, mas hoje, tive uma seqüência de sonhos sem imagem, como se fosse uma emissora de rádio; e realmente eram peças publicitárias para rádio. Sei que foram várias, com jingles e tudo mais, mas só me lembro de uma com nitidez: Emburrar, chorar, berrar… por que tão poucos termos? No Grande Dicionário [não me lembra o nome] você encontra mais de 640 formas verbais para descrever o seu mau-humor com precisão. Compre já o seu Grande Dicionário [?]. Já nas livrarias. Nem nos sonhos tenho paz.

10 Comentários:

Blogger Onapomona disse...

Rá, rá, rá
Impagável, como sempre!

sábado, fevereiro 25, 2006 7:16:00 da tarde  
Blogger sem cantigas disse...

mau humor?
escreve!

sábado, fevereiro 25, 2006 7:47:00 da tarde  
Blogger sem cantigas disse...

mau humor no carnaval? afinal és ou não brasileiro... além de celtibero?
não há aí um clima contagiante, vontade de vir para a rua saltar e pular?

sábado, fevereiro 25, 2006 7:48:00 da tarde  
Blogger Sergi-Domenech Ferrer i Vernau disse...

É que há diversas qualidades de brasileiro. Cá tem um, por exemplo, esse que cá escreve, que não lhe agrada nem o carnaval e nem o futebol. Gosto da minha terra, mas do meu jeito... de alguns aspectos. ;) He, he, imaginar que todos oa brasileiros gostam de carnaval, é como se tivéssemos um único sotaque do Oiapoque ao Chuí.

E quanto ao «contagiante», há diversos graus de contágio, e a mim não contagia. Nós de cidade grande, quando não adoptamos a cultura imbecilizante em circulação, forja-se uma... :) Garanto que não tenho vontade de sair pulando por aí, sou comedido.

sábado, fevereiro 25, 2006 8:52:00 da tarde  
Blogger sem cantigas disse...

ok não te zangues, a minha piada era daquelas tipo preto dança, judeu faz contas, brasileiro samba! e português? diz lá tu!
só estava a tentar animar!
também não gosto de fado nem de futebol nem de fátima, os três fs típicos.
qual é a cultura que tu "forjas"? mmmm já sei: suburbano malditamente pensante! muito invulgar!
:-)
anda lá alegra-te! não por ser carnaval mas porque é domingo! hehehe

domingo, fevereiro 26, 2006 8:08:00 da manhã  
Blogger José Américo de Melo disse...

Minha mãe ainda usa a expressão eufemística "brincar o carnaval". Não havia axé, apenas marchinhas, nos reinados antanhos de Momo, mas o lança-perfume já rolava pesado.
Confesso que uma coisa, uma única, me atrai nesse festejo pagão: ignorá-lo. Deve ser porque também não gosto de pequi.

domingo, fevereiro 26, 2006 2:27:00 da tarde  
Blogger sítio disse...

Olá, Príncipe. Gostei muito do seu blog, que encontrei por termos um livro em comum (Se um viajante em uma noite de inverno).

Estou iniciando esta brincadeira dos blogs. Você, que pelo jeito já é um veterano, se importaria de visitar o meu blog e fazer um comentário? Gostaria de uma opinião isenta.

Afinal, você parece um pouco entediado com o Carnaval...quem sabe encontra um outro tipo de folia...

Grata,

domingo, fevereiro 26, 2006 3:15:00 da tarde  
Anonymous dani disse...

cospe pra cima que cai na testa.

do jeito que falta assunto pros sambas-enredo, eu não duvido de nada. de nada, entendeu?

terça-feira, fevereiro 28, 2006 9:50:00 da tarde  
Blogger sem cantigas disse...

dani: gostei dessa frase...hehehe

quarta-feira, março 01, 2006 2:59:00 da tarde  
Blogger Sergi-Domenech Ferrer i Vernau disse...

Sem Cantigas,
Eu não me zango, eu não me zango. Ao contrário, tenho uma paciência paquidérmica. ;)

Érico,
Foi um tempo, eu sei.

Sítio,
Passei-lhe um correio. Os comentários do seu blogue estão desabilitados.

Dani,
Você tem razão. É perigoso. Que nenhum carnavalesco caia aqui.

quarta-feira, março 01, 2006 6:47:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home